24°C 25°C
Salvador, BA
Publicidade

O Tempo e o Vento: João Teodoro reflete sobre a jornada do Sistema Cofeci-Creci

JT reflete ainda sobre as forças poderosas e incontroláveis do tempo e do vento, elementos que, segundo ele, inspiram e fazem pensar na fragilidade da existência humana

04/07/2024 às 08h00
Por: Redação
Compartilhe:
O Tempo e o Vento: João Teodoro reflete sobre a jornada do Sistema Cofeci-Creci

A trajetória pode ser comparada a uma orquestra sinfônica, onde cada componente representa um instrumento diferente com timbre único. A afirmação faz parte de uma recente reflexão do presidente da segunda maior entidade imobiliária do mundo, pelo número de corretores de imóveis inscritos. Para explicar a analogia, ele relembra os tempos de criança, quando confundia a palavra "sinfônica" com "sanfona".

"Para mim, havia um erro de grafia. O correto seria sanfônica. Hoje, sei que a palavra não existe", comenta, destacando sua descoberta sobre o verdadeiro significado de sinfonia, substantivo feminino que significa uma composição musical idealizada para ser executada por um grupo de músicos, caracterizada pela diversidade de timbres e multiplicidade de instrumentos e que compara essa diversidade à composição do Plenário do Conselho Federal, onde cada conselheiro representa um instrumento singular, com sons e tons único.

Porém, ressalta: “Todavia não há dissonância entre nós. Pelo menos não severamente. Claro que, eventualmente, discordamos por um ou outro motivo. Mas, ao final, sempre saímos conscientes de que o processo tem de ser democrático".

Fontes de inspiração

JT reflete ainda sobre as forças poderosas e incontroláveis do tempo e do vento, elementos que, segundo ele, inspiram e fazem pensar na fragilidade da existência humana: "Na reflexão silenciosa, percebemos que o vento sussurra em nossos ouvidos histórias de amor e de ódio, de triunfo e de derrota; já o tempo, sábio por sua própria concepção, em silêncio, perscrutar os segredos do passado e tece os fios do futuro", observa, com sentimentalidade.

Em suas reflexões, ele destaca ainda a importância de celebrar a beleza do mundo e apreciar cada momento da vida, comparando o tempo a um maestro implacável que dita o ritmo das estações do ano e guia as vidas num ciclo incessante. "O vento, com sua força indomável, capaz de esculpir nuvens em formas fantásticas e revolver os céus em diversos tons vibrantes, nos conduz através do tempo, que flui inexoravelmente", diz.

Sinfonia da vida

E relembra os desafios enfrentados pelo Sistema Cofeci-Creci nos últimos 24 anos, comparando-os a um processo complexo que levou a entidade ao sucesso atual, enaltecendo:  foi nesse mirabolante processo que conduzimos o Sistema nos últimos 24 anos. Por isso, sem refletir, somos incapazes de lembrar as agruras por que juntos passamos, até chegarmos ao Olimpo em que hoje vivemos".

Por fim, emocionado, conclama a todos a apreciarem a sinfonia da vida, em tom poético: "Na próxima vez em que sentirmos uma brisa no rosto, paremos e apreciemos a sinfonia da vida. Deixemos que suas melodias nos transportem para um lugar de paz e de reflexão. Lá, como num transe, lembraremos de cada momento de dor e de realização. Então saberemos o valor de cada um de nós".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias