24°C 25°C
Salvador, BA
Publicidade

Média de taxa condominial no Brasil equivale a quase 45% do salário mínimo, aponta uCondo

Levantamento da startup de gestão condominial foi realizada com 3.330 condomínios em todo o Brasil

01/07/2024 às 18h00
Por: Redação
Compartilhe:
Média da taxa condomnil no Brasil é de R$634,24
Média da taxa condomnil no Brasil é de R$634,24

“Será que meu condomínio é caro?” Todo mundo que tem essa entre as faturas do mês provavelmente já fez esse questionamento em algum momento. Um levantamento da uCondo, startup especializada em plataforma para gestão de condomínios, mostrou que a média da taxa condominial no Brasil é de R$ 634,24 — sendo o menor valor partir de R$ 72,00, e o maior podendo chegar até mais de R$6.000,00 —, o que equivale a 45% do salário mínimo (R$ 1.412,00). A sondagem foi realizada com 3.330 condomínios de todos os estados brasileiros.

De acordo com a uCondo, a disparidade entre as menores e maiores taxas condominiais se deve a uma série de variáveis que vão desde a localização, de acordo com cada município e bairro, aos diferentes tipos de serviços ofertados pelos condomínios. O setor está em crescimento e acompanha a tendência de urbanização e múltiplos estilos de vida. Em uma mesma cidade, as pessoas encontram condomínios maiores com áreas de lazer, salão de festas, piscinas, coworkings e muitas outras opções. Da mesma forma, encontram prédios com poucos moradores e menos — ou nenhuma — comodidades.

“Os próprios moradores, em reuniões e convenções, também fazem escolhas que impactam na taxa. Vemos que o que mais pesa nas contas são as folhas de pagamentos para funcionários fixos, como porteiros e zeladores. Se é algo que o condomínio não pode mais arcar, alternativas são criadas, como uso da tecnologia para liberação de entrada e saída de convidados ou recebimento de entregas, planejamento de manutenções pontuais e reparos previstos, tudo já contabilizado”, comenta Léo Mack, cofundador e COO da uCondo.

Léo Mack também aponta que a taxa condominial ainda teve aumento notável em 2023. Segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a inflação afetou consideravelmente o custo do condomínio, que aumentou 6,74%, um impacto diante de outros custos também, como a taxa de água e esgoto, que subiu 10,08% e entra também na conta dos condôminos.

Nesse cenário, não é surpresa, portanto, que os dados da Serasa de fevereiro de 2024 indiquem 72 milhões de brasileiros em situação de inadimplência. Quando o assunto é pagamento de taxas condominiais, a inadimplência, ou seja, aqueles que não pagaram as taxas condominiais nas datas previstas, atingiu um índice recorde e fechou 2023 com 24,04%, de acordo com a base de dados da uCondo. Sem dinheiro para pagar todas as contas, os brasileiros acabam quitando as mais básicas e urgentes, e a do condomínio se torna uma dívida, virando uma "bola de neve".

O COO da uCondo também explica que, quando há moradores sem pagar a taxa condominial, todos os condôminos arcam com isso, o que também influencia no valor mensal condominial. “As contas precisam fechar e quando a inadimplência aumenta, a taxa sobe para suprir essas falhas no balanço”, reforça.

Como calcular a taxa condominial

A taxa de condomínio pode ser fixa ou variável, dependendo do que for estipulado na convenção do condomínio. Para calcular a taxa condominial fixa, a gestão do condomínio realiza uma previsão orçamentária que define quais serão os gastos do condomínio nos próximos seis ou doze meses. A partir dessa previsão, é estipulado o valor que será cobrado mensalmente dos condôminos, adicionando uma taxa extra relacionada ao fundo de reserva. Já a taxa de condomínio variável, conhecida como rateio mensal, é cobrada a partir da soma das despesas do mês anterior.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias