24°C 25°C
Salvador, BA
Publicidade

Plano&Plano cria Instituto com o propósito de transformar vidas por meio da educação

O Instituto Plano&Plano nasce para ser um agente de mudança social na vida de crianças e jovens

28/06/2024 às 06h30
Por: Redação
Compartilhe:
Plano&Plano cria Instituto com o propósito de transformar vidas por meio da educação

A incorporadora e construtora Plano&Plano, presente há mais de 26 anos no mercado, anuncia o início das atividades do Instituto Plano&Plano, iniciativa de investimento social privado, que nasce com o propósito de transformar vidas por meio da educação, para construir uma sociedade mais justa e equânime. 

 

Com foco no público da primeira infância à juventude, o Instituto pretende criar oportunidades que os ecossistemas educativos proporcionam, permitindo que os beneficiados alcancem autonomia e liberdade para sonhar e fazer suas próprias escolhas. 

 

“Desde 2020, quando a Plano&Plano abriu capital na B3, e passou a intensificar as ações de ESG, o pilar social sempre foi muito latente. A partir da criação da agenda de ESG, e, à medida que as iniciativas sociais cresceram, optamos por reunir as ações em um único guarda-chuva. O Instituto Plano&Plano irá potencializar o que já está sendo feito pela companhia, permitindo que mais vidas sejam impactadas, comenta Flávia Brandão, Diretora do Instituto Plano&Plano. 

 

O movimento estratégico de marca, iniciado em fevereiro com o rebranding e a recém mudança de sede, em maio, formaliza o compromisso da Plano&Plano com sua governança e seus valores: humana, transparente e colaborativa.  Esses fatores combinados fortalecem nossas operações, contribuem para as relações com diferentes stakeholders, em especial com a sociedade. Transformando vidas para além do âmbito habitacional. 

 

Planos e metas 

 

Rodrigo Luna, Flávia Luna, Flávia Brandão e Rodrigo von, durante a cerimônia de lançamento do Instituto Plano&Plano

 

O Instituto nasce para abordar as temáticas de responsabilidade social, investimento social privado, voluntariado empresarial e incentivos fiscais. Para o primeiro ano de trabalho, o investimento é de 1 milhão de reais.  

 

Partindo do pressuposto que os territórios, em suas estruturas espaciais, físicas e socioambientais, são espaços de aprendizagem compartilhada, o Instituto Plano&Plano realiza um trabalho de mapeamento e de escuta em algumas comunidades das regiões onde a Plano&Plano atua. Dessa forma, procura avaliar possibilidades de parcerias, apoio a projetos existentes, ou até mesmo a criação de algum projeto específico que apoie a causa da educação.  

 

Um dos resultados desse mapeamento foi o “apadrinhamento” da escola estadual Stefan Zweig, na Vila Prudente, e em conjunto com a ONG Parceiros da Educação, que se estenderá por um prazo de 5 anos, com ações de apoio à gestão da escola, qualificação de professores e reforço escolar para os alunos. 

 

Flávia Luna (presidente) e Flávia Brandão (diretora) do Instituto Plano&Plano


Outras iniciativas já realizadas e também planejadas, incluem o desenvolvimento de ações relacionadas à cultura e ao esporte, programas de cursos profissionalizantes para jovens de 18 a 24 anos, formação de corretores para o mercado imobiliário, alfabetização e reforço escolar em canteiros de obra, entre outros.  

 

“A Plano&Plano é uma empresa de pessoas, feita para pessoas. Nós acreditamos na força da integração do coletivo para transformar e para construir planos para uma sociedade melhor, e a educação é o alicerce de tudo isso. É um instrumento de transformação social que permite às pessoas se desenvolverem, criarem autonomia e liberdade para alcançar a realização pessoal, social e econômica. Esse é um direto que todos devem ter acesso. E o que a Plano&Plano puder realizar para contribuir com isso, nós iremos fazer por meio do Instituto Plano&Plano”, acrescenta Rodrigo von, CEO da companhia. 

 

O último levantamento realizado pelo IBGE mostrou que, a taxa de alfabetização entre crianças de 0 a 5 anos aumento, ficando em 92,9% entre os que tem 4 e 5 anos, porém, 19,8% dos jovens entre 15 e 29 anos não estavam ocupados nem estudando, com maior percentual para as mulheres (26,5%). Já na faixa etária de 14 a 29 anos, nove milhões não completaram o ensino médio.  

 

“Um desenvolvimento saudável na infância gera impactos no futuro. Um jovem precisa crescer em meio a um alicerce que o apoie socioemocionalmente, qualifique e capacite tecnicamente para que esteja bem preparado para as oportunidades que a vida o trará. Somente assim colaboraremos para reduzir as desigualdades sociais no país”, reforça Flávia Luna – Presidente do Instituto Plano&Plano. 

 

O Instituto Plano&Plano funcionará na sede da companhia, no Butantã.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias